Abençoadores do meu blog

28 de mar de 2011

Não consigo tirar você de mim



Não suportava o fato de só pertencer as suas noites, embora reconhecesse que isso tornava tudo tão mais interessante.
Quando se topavam ela não sabia como resistir a vontade quase gritante de se entregar.
Como das outras vezes, dormiu nos braços dele.
Então era isso.
Estava mesmo disposta a parecer idiota.
(...)
E quando ele quis ir embora ela, odiou-o profundamente...
E odiou mais ainda a si própria por querer desesperadamente que ele ficasse, contrariando toda a lógica das coisas que dizia que errada era ela de estar ali.

Um comentário: