Abençoadores do meu blog

12 de set de 2011

Soneto das Negras




"Olho-as nos olhos quando elas passam hipnotizado
No momento certo de meu olhar desejoso e sem pudor
E as desnudo na minha imaginacao deste imenso amor
Que sinto pelas mulheres negras que tenho encontrado

Aquelas duas negras lindas que me encantam os dias
Quando desfilam juntas sem ver as portas abertas
De meu coracao apaixonado que nas batidas certas
Sonha em te-las como a razao de todas minhas alegrias

Seja as anonimas ou famosas, vestidas ou nuas
Todas sao lindas, mulheres, brasileiras e interessantes
Que meu olhar deslumbrado persegue pelas ruas

E neste fulgor todo consigo ver o imortal interior
Que existe em cada uma destas mulheres fascinantes
Lindas obras primas do soberano Criador "


Autor: Luiz Carlos Fernandes Teixeira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário